Interação Feminina
Tudo sobre universo feminino

Resenha: Série Jane, the virgin

0

Oi, tudo bom? Hoje quero falar com vocês sobre uma série, que eu “não dava nada”, a série Jane, the virgin. Toda vez que a série aparecia na tela do netflix eu até achava bem chamativo, porém quando abria para ver as sinopses eu sempre tinha a impressão que era uma série teen, como aqueles filmes americanos que se passa na escola, ou estilo american pie, sei lá porque. Até que um belo dia resolvi assisti e advinhe: nunca mais quis parar. Mas antes de falar o que achei da série, deixa eu te explicar um pouco sobre:

Sinopse
Quando Jane era uma garotinha, sua avó a convenceu de duas coisas: novelas são a mais alta forma de entretenimento e mulheres devem proteger suas virgindades de qualquer maneira. Agora, com 23 anos, a vida de Jane de repente se tornou tão dramática e complicada como uma novela que ela sempre amou, já que uma série de eventos surpreendentes e inesperados faz com que ela seja inseminada artificialmente.

Histórico

A série Jane, The Virgin é inspirada numa telenovela venezuelana de 2002, chamada Juana, la virgen. O formato foi vendida para a CW, que fez as adaptações. A série foi criada por Jennie Snyder e foi ao ar pela primeira vez em 2014, nos Estados Unidos, estrelado pelos atores Gina Rodriguez (Jane), Justin Baldoni (Rafael), Brett Dier (Michael) e outros. O gênero é drama, romance e comédia (sim, os três). Ainda está em andamento. 

A série Jane, a virgem:

Começo falando que possui um triângulo amoro, entre Jane, Michael (seu noivo) e Rafael. Tudo começa quando Jane Villanueva, uma jovem de 23 anos, com descendência latina e que a avó (Alba) fez jurar que apenas perderia a virgindade após o casamento, ou seja, ainda era virgem, vai ao consultório médico para uma consulta de papanicolau e nesta consulta foi inseminada artificialmente, com o sémen de Rafael, um milionário dono do hotel que ela trabalha e que é irmão da médica. Logo após isso, seu namorado, o detetive Michael Cordero a pede em casamento, e sim, ela tinha certeza que era isso que queria. Mas tudo fugiu dos seus planos, e ela se apaixonou por Rafael. Opa, esqueci de mencionar, Jane foi criada sem a presença do pai, o que fez com que ela crescesse tendo a certeza que não queria ser mãe solteira. Mas seu pai, um astro da televisão aparece e tenta resgatar o tempo perdido. Mas engana-se quem pensa que é apenas isso. O enredo da série é muito, muito maior, possui muitos mistérios.

Michael, Jane e Rafael

O que eu achei:

Óbvio que não assisti a série até o fim, porque no netflix só tem até a segunda temporada, mas eu assisti todas as duas. Sinceramente, eu achei a série incrível e me surpreendi muito! Eu realmente acreditava que seria uma série cliché, só com romance, mas não, possui muito drama, mistérios e muita comédia. Uma das coisas que mais me viciou na série foi o fato de que eu sempre dava risada, mas ao mesmo tempo a série engana a gente. Em muitos momentos acontece uma coisa e quando estamos acreditando piamente naquilo, vem outra revelação por trás. Algo também muito legal em Jane, the virgin, é que ensina muito, principalmente sobre ética, lealdade e é muito legal ver a relação da família, que mesmo após tantos conflitos continuam unidos. Espero que continue me agradando, rsrs.

E você, o que acha da série? Já assistiu ou pretende? Conta pra gente!


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.